domingo, 22 de agosto de 2010

Biodiversidade do cerrado

Foto: Poço do Sucuri - Goiás.

O cerrado brasileiro é considerado o segundo maior bioma brasileiro. São 22 por cento do território nacional caracterizados pela diversidade de natureza e de culturas. O Cerrado engloba os estados de Goiás, Distrito Federal, Tocantins, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, a faixa central do estado de São Paulo, uma pequena porção no Paraná, sul do Maranhão, oeste da Bahia e enclaves localizados no Amapá e extremo norte do Pará.

O Cerrado é a savana mais rica em biodiversidade do mundo. Estimativas indicam que existem cerca de 10 mil espécies só de plantas no Cerrado. Destas, 45 por cento são exclusivas (endêmicas). As diferentes paisagens tornam o Cerrado um mosaico de beleza incomparável.

No Cerrado, encontra-se um dos maiores patrimônios da biodiversidade mundial. Suas espécies vegetais e animais são conhecidas ancestralmente devido ao seu enorme potencial farmacológico e alimentar. Plantas nativas adaptadas aos longos períodos de seca típicos do clima do Cerrado podem guardar a chave genética para a sobrevivência de espécies em situações de aumento da temperatura global.

Apesar de seu enorme valor para a humanidade, o Cerrado está ameaçado. O desmatamento acelerado nas últimas décadas para a produção agrícola e pecuária, aliado à expansão urbana, reduziram a cobertura vegetal do Cerrado a pouco mais da metade do que foi um dia. Então, quando se afirma que o Cerrado abrange 204 milhões de hectares, não significa que o bioma esteja preservado em toda a sua extensão. Depois da Mata Atlântica, o Cerrado é o bioma brasileiro mais ameaçado pela ação humana.

A região também é estratégica em relação aos recursos hídricos. No Cerrado, nascem os rios que formam seis das principais regiões de hidrográficas brasileiras: Parnaíba, Paraná, Paraguai, Tocantins-Araguaia, São Francisco e Amazônica.

O potencial hídrico do Cerrado dá ao bioma o título de Berço das Águas. Até mesmo a bacia hidrográfica do Amazonas recebe as águas que brotam no Cerrado.


O projeto USUBIO – Uso sustentável da Biodiversidade do Cerrado é um projeto do INPN- Instituto Sociedade, População e Natureza que busca o fortalecimento das comunidades locais do cerrado para a manutenção das funções ecossistêmicas desse bioma.


Esse projeto contribui para o envolvimento das populações locais, por meio do estímulo às discussões sobre o impacto de suas atividades produtivas no âmbito local-nacional e às reflexões para a busca das melhores práticas de gestão e de geração de renda, desenvolvidas a partir do uso consciente dos recursos naturais do Cerrado.

Com isso, as comunidades locais, povos indígenas, assentados de reforma agrária e agricultores familiares do Cerrado transformam-se em protagonistas do projeto. Assim é possível integrar, de forma sustentável, o homem e a natureza.

A execução do USUBIO iniciou-se em abril de 2009, em parceria com o Fundo Finlandês para a Cooperação local, PPP-ECOS, Central do Cerrado, UNB e Ministério do Desenvolvimento Agrário.


Seeya

2 comentários:

  1. Adorei seu blog com conteúdos super seletos, nós professores somos na verdade mágicos, inventores de idéias, senhores da diversidade e amantes da educação. Parabéns
    Obs: sou mais um seguidor deste blog.
    Prof. José Carlos
    http://projetosead.blogspot.com/

    ResponderExcluir